sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Multi faces de Eva




Pensa nas multifaces de Eva, ela veio ao mundo por uma costela de Adão, coitado por causa disso ele dispôs de uma parte de si pra doar a alguém, logo o homem que é tão egocêntrico precisou dividir pra ganhar em curto prazo uma companheira.
A partir daí ela precisou ouvir eternamente que era subjugada a ele.
Sua sombra.
Iria lavar cozinhar, arrumar a casa, cuidar dos filhos que viriam arrumar o jardim do Éden, etc., etcetera...
Era preciso fazer algo, e logo.
Viu uma maçã lá no alto da árvore, e uma cobra como amiga, às vezes era preciso se aliar ao inimigo por uma causa em comum, pensou ela.
A cobra cochichou e cochichou no ouvido de ambos, palavras fortes e convincentes, ambos caíram como patinhos, cada um pensando em como ia ganhar do outro.
Perderam.
Perderam a boa vida que tinha vivendo naquele Jardim sem fazer absolutamente nada, sem pensar, sem trabalhar, nada.
A partir daí a D. Eva se ferrou mais ainda, e o Sr Adão teve que mexer suas pernas e trabalhar também.
Ambos ganharam uma liberdade.
O homem de algum modo ainda ficou subjugando a mulher por um bom tempo.
Era preciso libertar-se, multiplicar.
Era necessário ter várias faces.
A mulher é a única que consegue facetar para conseguir o que quer sem pestanejar.
Ela seria mãe, mulher, amante, filha, profissional e até poderia deixar que o homem pensasse que ela fosse fraca.
Ela era a nova Eva ou mesmo a Amélia, ou então Joana D’Arc., ou qualquer mulher que tivesse feito a história, poderia ser também uma Maria qualquer, uma Josefa, uma Zinha, mas era Mulher.
Podia ser dona de casa a médica.
Varredora de rua a passista de samba.
Só era necessária uma coisa.
Coragem.
E coragem é algo que não faltou a uma mulher,
Ela é forte, e companheira.
Pode ter sido durante séculos sombra de um Adão qualquer, mas hoje ela é companheira.

Não escreverei que na frente de um grande homem tem uma grande mulher.
Direi que ao lado de uma grande mulher tem um homem.
Porque hoje para se ter equilíbrio os dois tem que estarem caminhando juntos.

As multifaces de Eva são levadas em todos os lugares, até mesmo aqui.
Na poesia.
Na internet.
Na vida.



Myrian Benatti



as obras são do artista plastico Clóvis Junior

sábado, 30 de julho de 2011

UM DIA



um dia

um dia vou lhe dizer quem eu sou...

sou o nascer do sol em começo de outono,

sou a luz que surge no alvorecer.

sou a folha que começa a cair.

sou o barulho da água que jorra

sou a poesia ...que canta...

sou a vida...

sou a lágrima que corre em seu rosto

sou o choro ... do amor incompreendido...

vou lhe dizer quem sou...

meu coração já foi machucado

um dia encontrei alguém com marcas no coração

minhas máscaras cairam

deixei meu amargor do lado de fora

sem subterfúgios, caminhei ao meu destino

procurei sonhar

chegou o entardecer,

no céu desceu um véu azulado

mesclado do vermelho do sol que esvaiu-se.

não permita que eu chore mais

deixe que o silencio do meu coração

mostre a você quem eu sou.

porque sou a parte da poesia que emana todo o meu ser.





Myrian Benatti

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Fechei portas...

Fechei portas e gavetas.
Joguei fora palavras fora de contexto,
Abri minha alma,
Senti o cheiro do novo perfume,
Tranquei minha solidão em masmorras,
Soltei balão nas nuvens brancas,
Sentei na beira do rio e vi
A folha caída do outono boiando...
E o sol se pondo.





Myrian Benatti

quinta-feira, 7 de julho de 2011

UMA NOTA SÓ


Hoje faz muito frio aqui, frio do tempo e frio das ausências.
O que se espera dos amigos?
Descobre-se que não se tem amigos quando se pede que eles sejam, porque amigos se conquistam com atitudes.
Um dia há muito tempo achei você entre muitos que procurei, e pensei que você correspondia à amizade que eu queria, mas...o que você queria era algo alem do que eu poderia dar.
Não posso dar aquilo que eu não possuo e pensando bem você também não pode dar algo que você não tem.
Bato sempre na mesma tecla como alguém que bate nas mesmas notas de um piano querendo que saia uma melodia
e acaba saindo apenas uma nota que não tem melodia alguma, ou apenas um tom surdo e agudo.
Dói escrever todos os dias para você e não obter respostas.
Lembra?
Tínhamos combinado de trocar cartas, mas trocar algo que demonstra sentimentos,
Sentimentos estes que você jamais deixaria mostrar que é humano e chora por alguém.
Não quero ser seu amor, queria apenas ser sua amiga.
Você é uma pessoa que sofreu perdas e é um homem que desaprendeu a amar ou tem medo de amar,
Sei disso porque você engana, mas não assume. Sei também que ao ler esta carta você vai ficar muito bravo.
Porque não me deixa andar do seu lado e te ouvir?
Porque não me deixa ser sua amiga?



Myrian

segunda-feira, 13 de junho de 2011

ESTRADAS



A vida tem estradas e percursos.
Vindo ou indo pra qualquer lugar anda-se sempre buscando soluções para não se perder, as belas paisagens, ou os momentos de frio ou calor, ou mesmo a memória das palavras que se perdem enquanto se anda em círculo, vê que em momento algum a vida não teve tempo para deixar de ver o quanto é importante a busca de si mesma.
Estou aqui pensando o quanto é ou foi importante eu chegar ate aqui, estou em busca de mim, mas e onde foi que me perdi? Será que foi quando eu chorei? Ou quando eu quase morri de tanto rir?
Não sei.
Na vida as estradas se bifurcam quem me espera do outro lado?
Quem eu quero que esteja na minha frente?
Eu em forma de máscaras?
Ou eu na minha face real?
Também não sei.
A vida tem estradas e pontes.
As pontes unem os espaços perdidos.
E as estradas deixam nossos pensamentos sem destinos.


Myrian Benatti

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Minha lista de blogs

Loading...

PARA ONDE VOU?


Pra onde vou?
não sei
e por que as pessoas precisam saber
para onde vão?
eu vou pra qualquer lugar
vou por aí,onde quer que haja uma flor,uma estrela,um pedaço de nuvem..
onde quer que haja alguém
que saiba ler dentro de mim
que não saiba de onde vim
nem me faça perguntas... para onde vou?
vou pra qualquer lugar
onde haja sorrisos
e lagos serenos
campos de alfazema
beiras de narcisos...
se queres vir comigosó te peço silêncio
não espante as borboletas do caminho
e não perguntes nunca
para onde estou indo...


MARIZA ALENCASTRO

Andarilha

Andarilha

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Colorado, Paraná, Brazil
Sou poesia,sou procura, sou ilusão.